Notícias

Esporte Vôlei Feminino

Noite difícil

Em jogo para ser esquecido, Itambé/Minas é superado pelo Osasco

A noite dessa sexta-feira deve ser esquecida pela equipe Itambé/Minas. Marcada pelos erros, o time minastenista não conseguiu manter o ritmo dos últimos jogos e conheceu a primeira derrota na Superliga Feminina Banco do Brasil 2020/21. Mesmo na Arena MTC, o time mineiro esteve irreconhecível e acabou pagando pelos erros cometidos diante do forte Osasco São Cristóvão Saúde, que levou a vitória em sets diretos, com parciais de 25/15, 25/16 e 25/20. A levantadora Roberta, do Osasco, foi eleita a melhor em quadra e levou o Troféu Viva Vôlei.

Bloqueio minastenista teve dificuldades para parar o ataque do Osasco (Foto: Orlando Bento/MTC)Bloqueio minastenista teve dificuldades para parar o ataque do Osasco (Foto: Orlando Bento/MTC)
Agora, é levantar a cabeça e esquecer a derrota. Na próxima quarta-feira (4/12), o Itambé/Minas vai a Bauru (SP), onde enfrenta o Sesi Vôlei Bauru, às 21h30, com transmissão do Sportv2. O duelo será válido pela sétima rodada da fase de classificação.

O primeiro set ficou marcado pelos erros do Itambé/Minas, tanto na recepção quanto no ataque. Com isso, o time visitante aproveitou as falhas e venceu parcial: 25/15. No segundo set, o Osasco manteve o seu ritmo, já o Itambé/Minas insistiu nos erros e, mais uma vez, foi derrotado: 25/16.

No terceiro set, o Itambé/Minas entrou no jogo. A equipe chegou a equilibrar o set, disputando o ponto a ponto até o fim e conseguindo liderar o placar em algumas ocasiões, mas a noite era mesmo da equipe adversária, que, na reta final, teve mais consistência e fechou o jogo em 3 sets a 0: 25/20.

Itambé/Minas: Macrís, Danielle Cuttino, Pri Daroit, Megan, Carol Gattaz, Thaisa e Léia (líbero). Entraram: Camila Mesquita, Pri Heldes e Kasiely. Técnico: Nicola Negro.

Osasco São Cristóvão Saúde: Roberta, Tandara, Jaqueline, Gabi Candido, Bia, Mayany e Camila Brait (líbero). Entraram: Paracatu e Kika. Técnico: Luizomar de Moura.

Árbitros: Ivan Couto e Guilherme Mendonça, ambos de Minas Gerais.

Superliga Feminina Banco do Brasil 2020/21
1º Turno
10/11 – São Caetano (0 x 3) Itambé/Minas – São Caetano do Sul (SP) – (20/25, 15/25 e 13/25)
13/11 – Itambé/Minas (3 x 1) Pinheiros – Arena MTC – (25/19, 21/25, 25/18 e 25/17)
17/11 – Curitiba Vôlei x Itambé/Minas – Curitiba (PR) – (25/22, 15/25, 14/25 e 21/25)
20/11 – Itambé/Minas (3 x 0) Fluminense – Arena MTC – (25/14, 25/14 e 25/23)
23/11 – São Paulo FC/Barueri (0 x 3) Itambé/Minas – Barueri (SP) – (15/25, 20/25 e 23/25)
27/11 – Itambé/Minas (0 x 3) Osasco São Cristóvão Saúde – Arena MTC – (15/25, 16/25, 20/25)
2/12 – 21h30 – Sesi Vôlei Bauru x Itambé/Minas – Bauru (SP) – Sportv
5/12 – 19h – São José dos Pinhais/AIEL x Itambé/Minas – Sportv
11/12 – 21h30 - Itambé/Minas x Sesc-RJ/Flamengo – Arena MTC – Sportv
18/12 – 21h30 – Dentil/Praia Clube x Itambé/Minas – Uberlândia (MG) – Sportv
22/12 – 21h30 - Itambé/Minas x Brasília Vôlei – Arena MTC – Canal Vôlei Brasil

Campeonato Brasileiro Interclubes de Vôlei - Superliga Feminina Banco do Brasil faz parte do rol de Campeonatos Brasileiros Interclubes em que parte dos atletas dos Clubes integrados ao Comitê Brasileiro de Clubes - CBC tem as despesas de hospedagem e transporte aéreo custeadas com recursos públicos geridos por esta fonte.

Patrocinador: Itambé
Patrocinador: Melitta
Patrocinador: Axial
Fornecedor de Material Esportivo: Icone

Siga as redes sociais oficiais do Vôlei do Minas:
Facebook: 
/mtcvolei
Instagram: @mtcvolei

 


Esse site armaneza dados (como cookies), o que permite que determinadas funcionalidades (como análises e personalização) funcionem apropriadamente. Clique aqui e saiba mais!