Notícias

Esporte Vôlei Feminino

Em casa

Itambé/Minas chega a BH e entrega a taça de campeão da Superliga à diretoria do Clube

Nicola Negro e Carol Gattaz entregam a taça ao presidente e vice-presidente do Minas (Foto: Orlando Bento/MTC)Nicola Negro e Carol Gattaz entregam a taça ao presidente e vice-presidente do Minas (Foto: Orlando Bento/MTC)

A equipe Itambé/Minas já está em casa. Após conquistar o título da Superliga Feminina 2020/21, na noite dessa segunda-feira, em Saquarema (RJ), o time desembarcou em Belo Horizonte na manhã de hoje e foi recebido pelo presidente do Minas, Ricardo Vieira Santiago, pelo vice-presidente Carlos Henrique Martins Teixeira, por outros dirigentes do Minas e patrocinadores. Sendo aguardada na Arena MTC, a taça chegou sendo carregada pela capitã Carol Gattaz e pelo técnico Nicola Negro, que entregaram o troféu ao presidente minastenista e ao presidente da Itambé, Alexandre Almeida.

Em um breve e restrito encontro, o presidente Ricardo Vieira Santiago recebeu o troféu e agradeceu às atletas que lutaram com muita raça para trazer o título para a capital mineira. “Estamos em um momento muito complicado, com muita tristeza, e um pouco de alegria que podemos ter foi proporcionado por vocês. Em nome do Minas e da diretoria, quero agradecer vocês por tanta luta, tanta raça e determinação que vocês demonstraram na quadra. Parabéns pela conquista e vocês estão guardadas na história do Minas Tênis Clube”, ressaltou Ricardo Santiago.


A conquista
Para chegar ao terceiro título da Superliga (2001/02, 2018/19 e 2020/21), o segundo seguido, o Itambé/Minas precisou suar a camisa. A equipe fez a melhor campanha do Clube na história da competição, com 21 vitórias em 22 jogos na primeira fase. Foram 95,45 % de aproveitamento para fechar a fase na liderança, com 13 pontos de frente em relação ao segundo colocado, que foi o Osasco São Cristóvão Saúde, única equipe a vencer as minastenistas na etapa classificatória. Durante toda a Superliga, foram disputados 29 jogos, com 27 vitórias e apenas duas derrotas.

Nas quartas de final, o time mineiro encarou o Brasília Vôlei, que não foi páreo para as minastenistas. Com 2 a 0 na série melhor de três, o Itambé/Minas garantiu vaga na semifinal, tendo como adversário o Sesi Vôlei Bauru. As paulistas também não fizeram frente para o Itambé/Minas, que venceu a série por 2 a 0.

Por fim, na final “pão de queijo”, o Itambé/Minas foi surpreendido no primeiro jogo, ao ser superado por 3 sets a 1 (25/21, 25/12, 21/25 e 25/22). No segundo jogo, o mesmo placar, só que, desta vez, vitória minastenista e série empatada (25/19, 20/25, 25/27 e 23/25).

No terceiro jogo, nova vitória do Minas. Após um duelo dramático, a equipe da capital superou a do interior por 3 sets a 2 e ficou com o título. Clique AQUI e veja como foi a conquista.

O Campeonato Brasileiro Interclubes de Vôlei – Superliga Feminina Banco do Brasil faz parte do rol de Campeonatos Brasileiros Interclubes em que parte dos atletas dos Clubes integrados ao Comitê Brasileiro de Clubes – CBC tem as despesas de hospedagem e transporte aéreo custeadas com recursos públicos geridos por esta fonte.



Patrocinador: Itambé
Patrocinador: Melitta
Patrocinador: Axial
Fornecedor de Material Esportivo: Icone

Siga as redes sociais oficiais do Vôlei do Minas:
Facebook: /mtcvolei
Instagram: @mtcvolei

Fotos: Orlando Bento/MTC


Esse site armazena dados (como cookies), o que permite que determinadas funcionalidades (como análises e personalização) funcionem apropriadamente. Clique aqui e saiba mais!