Notícias

Esporte Natação

Chuva de ouro

Minas domina mais uma etapa do Troféu Brasil e dispara na liderança

Fernanda Celidônio é campeã brasileira absoluta aos 17 anos / Fotos: Ricardo Sodré e Satiro Sodré/SSPress/CBDAFernanda Celidônio é campeã brasileira absoluta aos 17 anos / Fotos: Ricardo Sodré e Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Rio de Janeiro (RJ) – A penúltima etapa de finais do Troféu Brasil teve o Minas no lugar mais alto do pódio em oito das dez provas disputadas. O time minastenista dominou a etapa e também levou cinco medalhas de prata e uma de bronze. Entre as vitórias da equipe, destaque para Fernanda Celidônio, que conquistou seu primeiro título de campeã brasileira absoluta aos 17 anos, nos 200m medley (2m16s87). Beatriz Lysy e Marco Antônio Junior também conquistaram a medalha de ouro em provas individuais pela primeira vez, nos 200m peito (2m31s80) e 100m livre (49s36), respectivamente. Após as medalhas conquistadas nesta sexta-feira (11/12), o Minas se mantém na liderança do quadro geral de clubes, com 2.310,50 pontos. O Corinthians é o segundo, com 890 pontos, e o Flamengo está em terceiro, com 523.

O Campeonato Brasileiro Absoluto de Natação – Troféu Brasil é realizado no Parque Aquático do Club de Regatas Vasco da Gama, no Rio de Janeiro (RJ) e segue até este sábado (12/12), com as provas de 1.500m livre, 100m costas e 200m borboleta. As eliminatórias começam às 9h30, e as finais a partir das 18h, com transmissão da TV CBDA.

Resultados das finais
Na abertura da penúltima etapa de finais, o Minas começou levando ouro, prata e bronze nos 400m livre. Aline Rodrigues foi a segunda colocada na prova feminina (4m14s99), que teve Gabrielle Roncatto como campeã (4m14s01/Unisanta) e Viviane Jungblut em terceiro (4m15s48/GNU). No masculino, Guilherme Costa (3m50s84) foi o campeão e Fernando Scheffer (3m53s47) chegou em terceiro. O segundo colocado foi Gustavo Saldo (3m52s26/Curitibano).

Nos 200m peito, vitória nos dois naipes. A minastenista Julia Sebastian venceu a disputa (2m28s05) e levou a medalha de ouro, mas, por ser argentina, a atleta brasileira e do Minas Beatriz Lysy também recebeu a medalha ouro, como campeã nacional da prova (2m31s80). Thayanne Cardoso ficou com a prata (2m32s53) e Bruna Leme com o bronze (2m32s73/Corinthians). Entre os homens, nova dobradinha no pódio com o campeão Andreas Mickosz (2m13s82) e o vice-campeão Felipe França (2m15s30). Davi Mourão completou o pódio (2m16s49).

Já nos 100m livre, mais uma medalha de prata para Aline Rodrigues (56s93). Stephanie Balduccini foi a campeã (56s20/Paineiras) e Natália de Luccas chegou em terceiro (57s03/Paineiras). Na disputa masculina, ouro para Marco Antonio Junior (49s36), seu primeiro título absoluto. Lucas Peixoto, outro minastenista que tem conquistado bons resultados na competição, chegou em segundo (49s62) e Victor Alcará em terceiro (49s79/Corinthians). “Nadar para 49s foi bom. Queria ter nadado para 48s, mas achei que foi bom até pelas provas que já nadei aqui no Troféu Brasil. A competição tem sido muito boa, importante para essa nossa retomada às competições”, afirmou Marco.

Marco Antonio comemora a vitória nos 100m livreMarco Antonio comemora a vitória nos 100m livre

Nos 200m medley, mais vitória inédita na competição. Fernanda Celidônio fez sua melhor marca pessoal (2m16s87) e levou seu primeiro ouro. “Estou muito feliz com esse resultado. Estava há três anos tentando quebrar a barreira dos 2m18s nessa prova e, agora, fui para a barreira dos 2m16s, e isso é muito bom. Ainda mais nesse ano, que foi difícil para todo mundo, então acho que foi um resultado expressivo. Amanhã ainda vou nadar os 100m costas, minha principal prova, e vou buscar o melhor resultado possível”, comemorou. Gabrielle Roncatto ficou em segundo (2m19s96/Unisanta) e Gabriela Mello em terceiro (2m20s54).

Vinícius Lanza conquistou sua terceira medalha de ouro no Troféu Brasil, dessa vez nos 200m medley (2m00s59). “Tem sido ótimo voltar a nadar. A competição te estimula a melhorar. Cansei um pouco no fim da prova, mas é normal depois de três dias de competição. Os objetivos têm sido cumpridos e isso é bem importante para o nosso planejamento para a seletiva olímpica”, afirmou o nadador. Os atletas do Fluminense Icaro Ludgero e Vinícius Assunção chegaram em segundo (2m03s42) e em terceiro (2m03s70), respectivamente.

As últimas medalhas do dia foram nos revezamentos 4x100m medley. Fernanda Celidônio, Julia Sebastian, Giulia Carvalho e Aline Rodrigues levaram o ouro no feminino (4m16s70). O Corinthians chegou em segundo (4m17s72) e o Curitibano em terceiro (4m24s94). Leonardo Guedes, Diego Prado, Guilherme Rosolen e Lucas Peixoto venceram no masculino (3m39s87), novamente com o Corinthians em segundo (3m44s67) e o Curitibano em terceiro (3m45s54).  

O Troféu Brasil 2020 também é seletiva para o Campeonato Sul-americano de Desportos Aquáticos, em Buenos Aires, na Argentina, no próximo ano, ainda sem data definida. A competição internacional é absoluta, mas a delegação brasileira será formada apenas por atletas com idade entre 17 e 21 anos. O critério de convocação é por índice técnico, e a lista de classificados sairá após o fim do torneio nacional.

Vinícius Lanza já faturou três medalhas de ouro no Troféu BrasilVinícius Lanza já faturou três medalhas de ouro no Troféu Brasil

Medalhas do Minas – Troféu Brasil 2020

Ouro
Guilherme Costa – 800m livre – 7m58s03
Vinícius Lanza – 100m borboleta – 52s23
Julia Sebastian – 100m peito – 1m07s69
Felipe França – 100m peito – 1m00s84
Fernanda Andrade, Luana Ribeiro, Fernanda Celidônio e Aline Rodrigues – 4x100m livre – 3m50s24
Marco Antonio Junior, Lucas Peixoto, Fernando Scheffer e Vinícius Lanza – 4x100m livre – 3m17s32
Aline Rodrigues – 200m livre – 2m01s16
Fernando Scheffer – 200m livre – 1m47s21
Leonardo Guedes – 200m costas – 2m04s02
Bruno Fratus – 50m livre – 22s32
Fernanda Andrade, Ana Cecília Carvalho, Beatriz Dizotti e Aline Rodrigues – 4x200m livre – 8m24s70
Pablo Vieira, Lucas Peixoto, Guilherme Costa e Fernando Scheffer – 4x200m livre – 7m23s47
Guilherme Costa – 400m livre – 3m50s84
Julia Sebastian – 200m peito – 2m28s05 
Beatriz Lysy – 200m peito – 2m31s80
Andreas Mickosz – 200m peito – 2m13s82
Marco Antonio Junior – 100m livre – 49s36
Fernanda Celidônio – 200m medley – 2m16s87
Vinícius Lanza – 200m medley – 2m00s59
Fernanda Celidônio, Julia Sebastian, Giulia Carvalho e Aline Rodrigues – 4x100m medley – 4m16s70
Leonardo Guedes, Diego Prado, Guilherme Rosolen e Lucas Peixoto – 4x100m medley – 3m39s87 

Prata
Aline Rodrigues – 800m livre – 8m45s98
Diogo Villarinho – 800m livre – 8m01s21
Victor Baganha – 100m borboleta – 52s52
Beatriz Lysy – 100m peito – 1m10s90
Andreas Mickosz – 100m peito – 1m01s20
Nichelly Lysy – 400m medley – 4m57s94
Isaac Saraiva – 200m costas – 2m05s51
Lucas Peixoto – 50m livre – 22s49
Aline Rodrigues – 400m livre – 4m14s99
Thayanne Cardoso – 200m peito – 2m32s53
Felipe França – 200m peito – 2m15s30
Aline Rodrigues – 100m livre – 56s93
Lucas Peixoto – 100m livre – 49s62

Bronze
Evandro Silva – 100m peito – 1m01s89
Fernanda Celidônio – 200m costas – 2m21s22
Marco Antonio Junior – 50m livre – 22s64
Fernando Scheffer – 400m livre – 3m53s47 

Programação de provas
12/12 – 1.500m livre / 100m costas / 200m borboleta

Os atletas fazem parte do projeto 2018.02.0034 Formação e Desenvolvimento de Atletas da Natação por meio do mecanismo fiscal do governo de Minas Gerais: Minas Esportiva Incentivo ao Esporte.

Siga as redes sociais oficiais da Natação do Minas:
Facebook: /mtcnatacao
Instagram: @mtcnatacao 


Esse site armaneza dados (como cookies), o que permite que determinadas funcionalidades (como análises e personalização) funcionem apropriadamente. Clique aqui e saiba mais!