Notícias

Esporte Natação

Espetacular!

Bruno Fratus é medalhista de bronze no maior evento esportivo do mundo

Bruno Fratus comemora: "Dia mais feliz da minha vida" / Fotos: Satiro Sodré/SSPress/CBDABruno Fratus comemora: "Dia mais feliz da minha vida" / Fotos: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Multicampeão, o minastenista Bruno Fratus agora comemora mais uma conquista: a medalha de bronze nos 50m livre em Tóquio, no Japão. Na noite deste sábado (31/7), último dia de provas no Centro Aquático, o nadador escreveu mais uma página da sua vitoriosa carreira ao chegar em terceiro lugar na prova mais rápida da natação, com 21s57, e subir ao pódio do maior evento esportivo do mundo. O norte-americano Caleb Dressel foi o vencedor, com 21s07, e o francês Florent Manaudou terminou em segundo lugar, com 21s55. 

Um dos principais atletas do esporte nacional, Fratus está na história da natação do Minas e do Brasil. Após a prova, o nadador comemorou muito a sua conquista e agradeceu ao Minas Tênis Clube e a todos que contribuíram ao longo da sua trajetória. “Finalmente medalhista olímpico, finalmente realizei meu sonho, que começou quando eu tinha 11 anos de idade. Não teria sido possível sem o suporte, o amor, a amizade e a torcida de todo mundo que está até agora ao meu lado. Estou há uma semana com dificuldade para dormir, muito nervoso. A molecada mais nova sempre pergunta o que eu faço para não ficar nervoso antes da competição e não tem jeito. Pensei a prova inteira ‘vai ser feliz’. Obrigado, COB. Obrigado, Minas Tênis Clube! Eu fui só o cara que subiu no bloco e nadou. Tem centenas de pessoas que eu vou ter que agradecer pessoalmente e dar um abraço”, afirmou.

Dia mais feliz da vida
A conquista de uma medalha na maior competição do planeta era o grande objetivo que ainda faltava na carreira do nadador. Agora, não falta mais. E o dia 31 de julho ficará marcado para sempre na memória de Fratus. “A lágrima que vem é o que estou sentindo, é euforia, é felicidade, finalmente eu cumpri o que eu me propus há 20 anos. Ver todo aquele time que trabalhou contigo te aplaudir e você poder retribuir, poder fazer eles sentirem orgulho, é demais. Hoje é o dia mais feliz da minha vida. Chega a ser injusto eu subir no pódio sozinho, eu não fiz nada disso sozinho, tem muita gente por trás disso. Tem muitas pessoas que não sobem no pódio e não aparecem na câmera, mas, com certeza, vou agradecer a cada uma dessas pessoas”, vibrou. 

Fratus vibrou muito com a conquista da medalha de bronze em Tóquio / Fotos: Satiro Sodré/SSPress/CBDAFratus vibrou muito com a conquista da medalha de bronze em Tóquio / Fotos: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Dedicação
Fratus também relembrou o quanto se dedicou para conseguir alcançar o seu sonho. “Eu nunca fui o mais alto, o mais forte, nunca tive essa vantagem genética, nunca fui destaque nas categorias de base, mas tudo começa com uma decisão. Com 11 anos de idade, eu decidi que seria medalhista olímpico e isso me custou 20 anos de sacrifício. É dedicação. Você pode alcançar tudo o que você colocar na sua cabeça, pode fazer o que você quiser da vida, mas só se você se comportar de acordo, se você fizer as escolhas certas, que, por muitas vezes, são as escolhas mais difíceis. Eu estou feliz que valeu a pena, estou feliz que deu resultado”. 

Bruno Fratus veste a camisa minastenista desde 2018 e, em seu currículo, já soma também quatro medalhas em Campeonatos Mundiais, sendo três de prata e uma de bronze. No Mundial de Kazan-2015, foi bronze nos 50m livre; em Budapeste-2017, levou a prata nos 50m livre e no revezamento 4x100m livre; e, em Gwangju-2019, conquistou mais uma prata nos 50m livre. O nadador também já faturou sete medalhas em Jogos Pan-americanos, sendo cinco de ouro e duas de prata. Nos Jogos de Guadalajara-2011, foi ouro no revezamento 4x100m livre e no 4x100m medley e prata nos 50m livre. Em Toronto-2015, levou novamente o ouro no 4x100m livre e a prata nos 50m livre. Já em Lima-2019, foi o campeão dos 50m livre.

Além de Bruno Fratus, a natação minastenista foi representada pelos atletas Aline Rodrigues, Beatriz Dizotti, Fernando Scheffer, Guilherme Costa e Vinicius Lanza, pela Seleção Brasileira, e por Julia Sebastian, pela Seleção Argentina. O treinador Sérgio Marques também integrou a comissão técnica do Brasil. O Minas também tem representantes em mais duas modalidades: no vôlei, o Clube conta com Macrís e Carol Gattaz, no feminino, e Maurício Souza, no masculino. O atleta Caio Souza e o técnico Ricardo Yokoyama estão na equipe brasileira de ginástica artística.

Bruno Fratus conquistou mais uma medalha para o Minas e para o Brasil na última etapa de provas da natação em Tóquio / Fotos: Satiro Sodré/SSPress/CBDABruno Fratus conquistou mais uma medalha para o Minas e para o Brasil na última etapa de provas da natação em Tóquio / Fotos: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Resultados - Minas em Tóquio

Fernando Scheffer - 200m livre - 1m44s66 - Medalha de Bronze e recorde sul-americano
Bruno Fratus - 50m livre - 21s57 - Medalha de Bronze
Guilherme Costa - 400m livre - 3m45s99 - 11º lugar
Julia Sebastian - 100m peito - 1m09s35 - 31º lugar
Beatriz Dizotti - 1.500m livre - 16m29s37 - 24º lugar
Fernando Scheffer - 4x200m livre - 7m08s22 - 8º lugar
Vinicius Lanza - 200m medley - 1m58s92 - 25º lugar
Julia Sebastian - 200m peito - 2m29s55 - 29º lugar
Aline Rodrigues - 4x200m livre - 7m59s50 - 10º lugar
Guilherme Costa - 800m livre - 7m53s31 - 8º lugar
Vinicius Lanza - 100m borboleta - 52s08 - 26º lugar
Guilherme Costa - 1.500m livre - 15m01s18 - 13º lugar

FOTOS: Satiro Sodré/SSPress/CBDA.

Siga as redes sociais oficiais da Natação do Minas:
Facebook: /mtcnatacao
Instagram: @mtcnatacao


Esse site armazena dados (como cookies), o que permite que determinadas funcionalidades (como análises e personalização) funcionem apropriadamente. Clique aqui e saiba mais!