Notícias

Outros

Jovens que podem mudar o mundo

Criatividade e energia empregadas a serviço das ações solidárias

A minastenista Karina Haua Barquete, líder do Grupo de Jovens do Programa Minas Tênis Solidário, afirma que é possível apresentar à juventude, por meio do voluntariado, realidades que eles conhecem ou não vivenciam, e assim, trabalhar a conscientização da importância de construir um mundo melhor e de inclusão para todos. Formada em Direito pela UFMG, Karina atua como advogada em uma empresa de telemarketing. Ela também cursa Pedagogia na UEMG e já trabalhou como assistente voluntária dentro das salas de aula.  “Somos muito mais agraciados em nossas vidas por desenvolver um trabalho social do que o próprio assistido”, afirma  a voluntária, que, na entrevista a seguir, fala das possibilidades de atuação dos jovens no Programa Minas Tênis Solidário.
 
Minas Tênis Clube: Desde quando o trabalho voluntário começou a despertar a sua atenção e como foi o início de sua atuação nas ações sociais?
Karina Haua Barquete: Comecei a me interessar por trabalhos voluntários ainda na adolescência, levada por minha mãe. Meus amigos e eu preparávamos e distribuíamos sopa para os mais necessitados na região central de Belo Horizonte e na região hospitalar, junto com um grupo de voluntários. Depois de um tempo, a distribuição foi ampliada para outros locais e eu comecei a me dedicar ao serviço social realizado na igreja católica ou no centro espírita que eu frequentava. Mais tarde, quando tive meus filhos, comecei a incentivá-los a participar das ações sociais. No Minas, sempre trabalhei como voluntária nos eventos, especialmente as feiras de fim de ano e em dezembro de 2019 recebi o convite para liderar o Grupo de Jovens.
 
MTC: Quais são as atividades desenvolvidas pelo Grupo de Jovens e como são planejadas as ações?
KHB: As atividades do voluntariado são desenvolvidas e programadas pelos líderes de projetos, disponibilizando as ações que serão realizadas por cada um dos grupos. No caso do Grupo de Jovens, estou ainda em fase de mapear os interesses da equipe e estabelecer estratégias para engajá-los nos projetos.
 
MTC: Qual é o objetivo principal do Grupo e quais são os pré-requisitos para participar?
KHB: O mais importante é conscientizar os jovens, sócios ou não, de se colocar a serviço do próximo. A intenção do Grupo é apresentar para eles realidades diferentes das que estão habituados e mostrar como a atuação dos voluntários pode fazer a diferença. Os membros podem participar de todas as ações, como nos eventos, ou visitando asilos e creches, arrecadando alimentos. Como eles têm muita energia, imaginação e são muito criativos, nossos jovens podem se engajar em vários projetos do Programa Minas Tênis Solidário. Quem deseja ingressar no Grupo deve ser, acima de tudo, interessado em fazer o bem ao próximo e ter idade entre 14 e 21 anos. É só entrar em contato pelo telefone 3516-2090 ou mandar e-mail para ana.sales@minastc.com.br. Atualmente, estamos incluindo jovens com deficiência no projeto.  
  
MTC: Você também é voluntária em outras instituições, inclusive prestando serviços em sua área de atuação. Como funcionam esses projetos sociais? 
KHB: Sou voluntária da FULIBAN, Fundação Libanesa, e estamos desenvolvendo um trabalho com atendimento na área de saúde (médicos, psicólogos, fonoaudiólogos e fisioterapeutas, psicopedagogas), e na área jurídica, realizando assistências sociais, com o objetivo de orientar sobre os direitos das pessoas, tanto na área de saúde quanto humana e social. Quem quiser conhecer as ações e ajudar é só acessar o Instagram @fulibanmg.
 
MTC: Em sua opinião, quais são os benefícios sociais que o voluntariado oferece às pessoas atendidas pelas ações solidárias?
KHB: Eu acho que o importante é não praticar o assistencialismo, mas, sim, o amor ao próximo, ajudando essas pessoas para que elas trilhem o próprio caminho. Devemos ver as pessoas como iguais e fazer para elas o que gostaríamos que fizessem por nós.

Esse site armaneza dados (como cookies), o que permite que determinadas funcionalidades (como análises e personalização) funcionem apropriadamente. Clique aqui e saiba mais!