Notícias

Outros

Frutos da responsabilidade social

Atendimento aos pacientes do SUS é fortalecido com doações do Minas Tênis Solidário

O Minas Tênis Solidário, programa de responsabilidade social do Minas Tênis Clube, se mantém firme no propósito de levar carinho, amor e cuidado às pessoas assistidas pelas instituições cadastradas. Além disso, há uma grande preocupação social com a população de Belo Horizonte que necessita de atendimento direcionado, como os tratamentos oncológicos. Em 2020, o Programa arrecadou R$ 8.640, durante as Campanhas Outubro Rosa e Novembro Azul, com a venda das máscaras faciais. A verba foi doada ao Hospital das Clínicas e ao Hospital Mário Penna para a compra de insumos e medicamentos usados no tratamento das pessoas atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Para que essas ações aconteçam, a participação dos voluntários e gestores é primordial, disseminando e impulsionando a captação de doações e de recursos, que são revertidos para as instituições. Na série Faça o Bem deste mês, a Assessoria de Comunicação do Minas conversou com o médico urologista André Lopes Salazar, integrante da equipe do Hospital Mário Penna, referência no tratamento do câncer em Minas Gerais. Para ele, as campanhas Outubro Rosa e Novembro Azul são muito educativas, pois desmistificam o atendimento oncológico, principalmente para a população masculina. Ele ainda exaltou a parceria com o Minas Solidário que, desde o ano passado, tem propiciado a continuidade do atendimento de qualidade para os pacientes, sobretudo do SUS. Confira abaixo a entrevista na íntegra. 

Em sua opinião, qual é o impacto das campanhas outubro rosa e novembro azul no número de atendimentos do Hospital?

Nós que estamos na linha de frente conseguimos mensurar que, não só os pacientes provenientes do sistema público, mas também os que fazem o atendimento particular, na época das campanhas Outubro Rosa e Novembro Azul se sentem impulsionados a procurar o médico nos meses das campanhas. Existe sim, uma relação direta entre a campanha de conscientização e a mudança do pensamento das pessoas. Aquele paciente que pensava em vir, mas tinha algum receio, é incentivado pelos familiares a procurar o médico durante os meses de outubro e novembro e isso é muito positivo. Agora na pandemia, houve uma queda no número de atendimentos, infelizmente. Além do receio da exposição ao vírus, cerca de 60% dos pacientes do Mario Penna são do interior e dependem do transporte oferecido pelas prefeituras, que foi interrompido em muitas cidades nesse período.

Como funciona o atendimento dos pacientes com câncer no Mário Penna?

Temos, atualmente, duas entradas para o hospital: Pelo SUS, com suspeita de câncer ou biopsia realizada, em que o rastreamento é feito através das consultas periódicas, nas unidades periféricas, em BH e no interior. Confirmando o diagnóstico, os pacientes são encaminhados para o Mario Penna. Já chegam aqui para resolver o problema. A outra forma de ingresso é para os paciente dos convênios ou que pagam a consulta particular, por alguma desconfiança, ou sintoma. Então fazemos a biopsia e o tratamento é todo feito aqui, tanto no caso de câncer de mama ou de próstata, ou de neoplasias em outras partes do corpo.

Quais são os tipos de atendimento realizados no Mario Penna atualmente?

O atendimento do Hospital é completo, com exames de imagem, cirurgia, pós cirúrgico e todo o acompanhamento. Já houve época em que fizemos mil cirurgias de câncer de próstata em um ano. Devido a pandemia, as pessoas que apresentam casos de câncer estão chegando ao hospital com um nível mais avançado da doença, infelizmente, porque existe o receio de se expor e a situação vai se agravando. Há várias especialidades médicas dirigidas como a ginecologia oncológica, a mastologia a urologia, entre outras. Atualmente, o Mario Penna é referencia no tratamento de câncer e chegamos a atender cerca de 65% dos casos oncológicos do sus, de todas as especialidades.

Quais são os principais diferenciais de realizar um acompanhamento médico contínuo?

Nós médicos sempre indicamos a manutenção de hábitos de vida saudável para evitar qualquer tipo de doença, mas infelizmente, nos casos de câncer, não existe uma forma efetiva de prevenção. O rastreamento do câncer surgiu há aproximadamente 30 anos e, se houver uma predisposição genética, ele vai acontecer. O importante é a detecção precoce, ou seja, descobrir em uma fase em que ainda é possível tratar, da forma menos invasiva possível. Muitas vezes, é detectado em fases em que não há mais nada a fazer. Com as campanhas, o homem se viu obrigado a procurar o médico para cuidar da saúde, assim como as mulheres, que já procuram o ginecologista regularmente, ao longo da vida. O urologista pede uma série de exames completos, o que permite ao médico detectar outras enfermidades também. Avaliamos hipertensão, colesterol, glicemia, etc. Apenas o exame PSA, que detecta a alteração na próstata não adianta nada. Então, a periodicidade e, se possível, a continuidade do tratamento com o mesmo profissional é o ideal, para que seja feito um acompanhamento da vida clínica do paciente. 

Como o atendimento do Hospital é dirigido, em sua maior parte para o SUS, qual é a importância da parceria com o Minas Tênis Solidário para a continuidade do atendimento?

O Instituto Mario Penna é muito grato ao Minas Solidário pela parceria e pelo auxílio que tem recebido de forma generosa do Clube. Recebemos, no ano passado, um valor em dinheiro que foi utilizado para compra de medicamentos para quimioterapia, insumos, curativos e bandagens. Isso é de suma importância para que possamos continuar sendo referência no atendimento oncológico para as pessoas que não têm outro local ao qual recorrer. Além dos medicamentos, recebemos os lenços que foram confeccionados em 2019, para serem distribuídos às nossas pacientes. Esse ato tão singelo de solidariedade devolveu a essas mulheres um pouco da autoestima e permitiu que elas tivessem outro olhar delas mesmas, já que ficam tão carentes e fragilizadas pelo tratamento, por perder os cabelos etc. Essa preocupação social do Minas com a população mineira é louvável e nós somos muito gratos. Desejamos e torcemos para que essa parceria se estenda por muito tempo.


Esse site armazena dados (como cookies), o que permite que determinadas funcionalidades (como análises e personalização) funcionem apropriadamente. Clique aqui e saiba mais!