Notícias

Educação

XIV Jornada Científica

O evento reuniu inovação técnica e ciência com a experiência de profissionais do esporte

A XIV Jornada Científica do Minas Tênis Clube é voltada para profissionais, pesquisadores e cientistas renomados do cenário do esporte nacional. Com temas que vão desde táticas e novas técnicas até os impactos da pandemia no desempenho de atletas, o evento foi um importante momento de partilha entre os responsáveis pelas nossas equipes e os convidados.

Na abertura, o Vice-Presidente do Minas Tênis Clube, Carlos Henrique Martins Teixeira, apontou a importância da ação para o desenvolvimento científico e aprimoramento técnico dos nossos profissionais. 

“A Jornada Científica vem da pungência do Minas Tênis Clube para o desenvolvimento de métodos e práticas novas que, mesmo nesse momento de pandemia, continua com uma produção significativa no âmbito científico. Fazendo uma grande diferença que se verifica nas conquistas importantes e recentes que o nosso Clube tem tido em todos os aspectos em que ele atua”, afirmou com orgulho o Vice-Presidente. 

Para o Diretor de Esporte, Carlos Antonio da Rocha Azevedo, “Nós temos o melhor corpo técnico científico de pesquisa do Brasil, em todos os níveis, esportivo, empresarial, clubístico e acadêmico. Isso acontece, porque o Minas, além de um Clube, ele é uma empresa, ele é uma praça de esportes, ele é uma academia de formação, e dentro desse perfil, nós convivemos com todas as realidades e com todas as necessidades da sociedade pulsando aqui dentro. O Minas não foge à regra de que queremos o melhor, alcançar o melhor e ser o melhor, mas não a qualquer custo, e sim com regras, objetivos e respeito”, afirmou o Diretor minastenista.

A avaliação é o caminho para o melhor desempenho

No segundo dia da Jornada, contamos com a participação de convidados mais que especiais, começando com a palestra da professora Dra. Larissa Galatt, pesquisadora da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), discorrendo sobre como aplicar metodologias de avaliação para o melhor desenvolvimento do atleta.

Na sequência, foi a vez dos workshops, o primeiro deles com o professor Dr. Thiago Leonardi, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com a palestra Formação Esportiva e a Avaliação da Aprendizagem.

E, por fim, o professor Dr. Gustavo Conti, da Universidade Federal de Goiás (UFG), discorrendo sobre o tema Métodos de Ensino: A Partir do Processo Avaliativo, Como Prescrever os Treinos?. Em conjunto com a Dra. Carla Tavares, médica do Minas Tênis Clube, com o tema Avaliação de Pré-temporada: Relevância da Avaliação Médica Para a Segurança dos Treinos.

Troca de experiência entre campeões

No dia 28 de janeiro, tivemos, dentro da programação da XIV Jornada Científica, uma roda de conversa entre os treinadores de equipes de Vôlei, Natação, Basquete e Judô, falando sobre suas experiências à frente das equipes. Tendo como tema A Criação do Ambiente de Vitória, a roda contou com muitos relatos e trocas entre os profissionais e participantes.

O treinador da Equipe Teknisa/Minas, Sérgio Marques, contou um pouco sobre a importância de se ter momentos de descompressão nos treinos, especialmente para a mudança na rotina que ajudam o atleta na hora do treino. “Acredito que treinadores e professores precisam observar a cara do grupo que está trabalhando, um time é formado por pessoas com várias características, e para entender o grupo é preciso fazer um apanhado geral delas”, afirma ele.

O professor da equipe de natação ainda aconselha: “É importante colocar um contexto humano na equipe, procurando ao menos um dia na semana ter um treino lúdico, voltando à infância, para extrair o peso da sessão de treino e da rotina pesada de estar em busca de resultados e medalhas. Assim, ao provocar dentro do time a característica da mudança de rotina, os atletas também podem trazer suas ideias e saber a hora de treinar, se divertir”, relata Sérgio.

Para o treinador do Itambé/Minas, Nicola Negro, o espírito vencedor começa dentro da equipe a partir da experiência de atletas que já são premiadas. “Acho que é de suma importância para uma equipe ter jogadoras vencedoras, que sabem como se vence. É fundamental também para que atletas mais novas no grupo consigam assimilar essa mentalidade”, relata o treinador do vôlei feminino.

Já o técnico Leonardo Costa, da nossa equipe de basquete, diz que é preciso ter espírito esportivo na hora de competir, tanto dentro quanto fora de quadra. Ele conta que “a experiência no esporte vai além do lado competitivo, acredito que a construção do ambiente de vitória começa no lado humano das pessoas, resgatando valores, gerando um ambiente acolhedor e criando referências”, aponta o responsável pelo time recém-campeão, o 123 Minas.

Segundo Fulvio Miyata, treinador da Equipe Interodonto Minas, a positividade é o principal aliado na hora de treinar e competir: “Em nosso ambiente, nós queremos fazer diferente, tendo resoluções como característica do nosso time e sempre com a positividade ao nosso lado. Se temos problemas, vamos em busca de solução para seguir em frente e alcançar nossos objetivos.”

O professor relata que busca fazer alterações inusitadas na equipe, incentivando a melhor performance do atleta. “Treinamos em horários diferentes, como após o almoço, porque as competições também ocorrem neste horário, e assim vamos mais fortes para os treinos, emprestamos nossos corpos para que aprendam na prática. Em resumo, buscamos sempre ser positivos, resolvendo problemas, criando soluções e sendo competitivos”, afirma o treinador de Judô.

A Jornada Científica é um evento interno, voltado para os profissionais do Esporte do Minas Tênis Clube. A ação visa capacitar nossas comissões técnicas e incentivar a busca por conhecimento e inovação nas nossas equipes.

Momento de imersão

No último dia do evento, 29 de janeiro, foi a vez de um momento de imersão técnica, com aprofundamento de assuntos e temas relevantes para o cenário do esporte. Começando com a palestra do especialista Leonardo Sette Vieira sobre Biotensegridade X Sistema Neurofascial: Perspectiva Integrada do Movimento.

Na sequência, foi a vez do professor Bernardo Steinberg, contando um pouco sobre as Bases Científicas de Treinamento de Mobilidade e Flow. E em seguida, começaram os workshops técnicos.

Oferecidos simultaneamente, os workshops foram um momento de aprofundamento de conteúdo. De forma mais íntima e aproximada com o público, os especialistas puderam compartilhar experiências e conhecimento com um tempo maior.

O primeiro workshop foi realizado com o professor Clério Muratori, sobre Processo Pedagógico. Construindo uma base sólida para avançar no Pilates. Também foi realizado outro evento com a temática Construção de um Repertório de Exercícios/Aulas para Diferentes Práticas de Movimento, com os especialistas Bernardo Steinberg e Celina Toledo. E por fim, a última opção foi o workshop Aplicação Prática de Conceitos Fundamentais da Cinesiologia e Biomecânica na Musculação, com o doutor Albená Nunes.

Assim, foi encerrada a XIV Jornada Científica, um evento INTERNO, oferecido pelo Minas Tênis Clube, para promover o aperfeiçoamento técnico de seus colaboradores esportivos. A ação visa também a oportunidade de trocas de conhecimento e vivência entres os profissionais e os convidados, possibilitando maior aproveitamento do conteúdo exibido.


Esse site armazena dados (como cookies), o que permite que determinadas funcionalidades (como análises e personalização) funcionem apropriadamente. Clique aqui e saiba mais!