Notícias

Esporte Basquete

Avassalador

Minas Storm domina o Pinheiros e conquista a 11ª vitória seguida no NBB

São Paulo (SP) - O Minas Storm segue fazendo tempestade no Novo Basquete Brasil (NBB) 2020/21. Na tarde dessa segunda-feira, o time mineiro dominou o Pinheiros, que, mesmo jogando em casa, não foi páreo para a equipe minastenista, que dominou o duelo desde o início e, com muita consistência no ataque, chegou à sua 11ª vitória seguida em 12 jogos disputados. O placar de 84 a 76 mostra a superioridade do Minas, que acelerou nos três primeiros períodos para construiu a vantagem e, no quarto, administrou a vitória: 23/19, 24/14, 20/17 e 17/26. O armador Davi Rossetto foi o destaque do Minas, com 16 pontos, seis rebotes e quatro assistências. Johnson Sr também se destacou, com 15 pontos, seis rebotes e três assistências. Com o triunfo, o Minas segue na briga pela liderança com o Flamengo. As duas equipes têm 91,7% de aproveitamento e estão com 23 pontos em 12 jogos. A equipe carioca leva vantagem por ter vencido o Minas no primeiro jogo da temporada.

O armador Davi Rossetto ditou o ritmo do ataque minastenista (Foto: Ricardo Bufolin/ECP)O armador Davi Rossetto ditou o ritmo do ataque minastenista (Foto: Ricardo Bufolin/ECP)
Agora, o Minas Storm se prepara para o último duelo de 2020. A equipe minastenista encara o Sesi Franca, pela 13ª rodada da fase de classificação do NBB, nesta quarta-feira (23/12), às 17h30, novamente, no Ginásio Poliesportivo Henrique Villaboim, em São Paulo (SP). A partida será transmitida, ao vivo, pelo canal digital DAZN.

O armador Davi Rossetto, destaque minastenista do duelo, avaliou o jogo e destacou a força da equipe paulista. “O time do Pinheiros tem como característica de ser super aguerreira, não desistir do jogo. É uma equipe muito jovem, então, eles são capazes de sustentar uma intensidade forte o jogo inteiro, por mais que a gente tinha aberto 15, 20 pontos, é um jogo que a gente não pode respirar, porque eles vão ser sempre aquele time forte para recuperar, para encostar no jogo. Eu acredito que, no final, também contou um pouco da nossa experiência, da gente não acelerar tanto o jogo e conseguir cadenciar, trocar lances-livres. Então acho que, por mais que no final tenha sido o jogo mais amarrado, o saldo foi positivo. O Pinheiros é uma equipe jovem, nenhum time está chegando aqui deslanchando o jogo contra eles e a gente não pensou que seria assim. O importante são as 11 vitórias consecutivas, temos a mentalidade do que a gente fez bem, do que a gente precisa melhorar, porque, provavelmente, o jogo de quarta-feira a exigência vai maior, mas a gente vai estar preparado”, destacou o armador minastenista.

Johnson Sr também comemorou a boa atuação e destaca que o resultado é mérito de toda a equipe, que soube controlar o jogo. “Hoje, foi um grande jogo, viemos fortes nos 40 minutos de partida, contra o jovem time do Pinheiros. Eles lutaram bastante, mas conseguimos controlá-los no fim. Agora, nós temos o último jogo do ano e eu espero que a gente consiga mais uma vitória antes do natal”.

Como foi...
O Minas começou o jogo de maneira dominante. Sem dar chances ao adversário, a equipe do técnico Léo Costa se trancou na defesa e teve muita consistência de ataque. Desde os primeiros minutos, os minastenistas lideram o placar. Johnson Sr se destacou desde o começo e, nos primeiros 10 minutos de jogo, somou seis pontos, com mais três rebotes e uma assistência. Mais eficiente, o time mineiro venceu a primeira parcial: 23/19. No segundo período, o time da casa se acertou na defesa e conseguiu equilibrar o jogo (23/23). Mas a reação paulista parou por aí. Logo em seguida, o técnico Léo Costa corrigiu o posicionamento do time, que voltou a dominar o setor de ataque e abriu vantagem (32/25). Com boa intensidade de jogo, o armador Davi ditou o ritmo do ataque minastenista, que levou boa vantagem para o intervalo: 47 a 33 (24/14).

No segundo tempo, o Minas manteve o ritmo. O Pinheiros bem tentou reagir no início do terceiro período, mas não se manteve e viu os minastenistas, mais uma vez, dominarem as ações do jogo. Com grande poderio de ataque, o Minas venceu também a terceira parcial: 20/17 (67 a 50). Com o jogo praticamente definido, o time minastenista diminuiu um pouco a intensidade. Com isso, o Pinheiros cresceu no jogo e até conseguiu venceu a parcial (26/17), porém, a boa vantagem construída ao longo da partida, garantiu ao Minas a 11ª vitória seguida: 84 a 76.

Imprensa
O jornalista José Luiz Júnior, da Assessoria de Comunicação do Minas, está com a deleção minastenista em São Paulo (SP). Pedidos de fotos, áudios e entrevistas podem ser solicitados pelo e-mail: jose.luiz@minastc.com.br ou pelo celular: 31-99106-1834 (Whatsapp).

Destaques do Minas
- Davi Rossetto – 16 pontos, seis rebotes e quatro assistências.
- Johnson Sr – 15 pontos, seis rebotes e três assistências.
- David Nesbitt – 14 pontos, oito rebotes e uma assistência.
- David Jackson – 14 pontos e quatro assistências.

Minas em Números
- 13 arremessos de três pontos convertidos
- 13 arremessos de dois pontos convertidos
- 44 rebotes
- 15 assistências
- Quatro tocos
- Seis bolas recuperadas
- 100 de eficiência

Ficha técnica:
Pinheiros:
Gabriel, Gustavo, Humberto, Weslei Sena e Techmann. Entraram: Sena, Munford, Valter, Zubiaurre e Douglas. Técnico: David Eduardo Pelosini.

Minas: Davi, Johnson Sr, David Nesbitt, David Jackson e JP Batista. Entraram: Queirós, Gui Santos, Ronald e Tiago Dias. Técnico: Léo Costa.

Árbitros: Fernando Serpa Oliveira, Fabio Kover e Augusto Manoá Ribeiro Da Rosa

Novo Basquete Brasil (NBB) 2020/21 – Primeiro turno
10/11 – Flamengo (102 x 68) Minas – Rio de Janeiro (RJ)
12/11 – Minas (76 x 54) Pato Basquete – Rio de Janeiro (RJ)
14/11 – Campo Mourão (54 x 90) Minas – Rio de Janeiro (RJ)
19/11 – Fortaleza Basquete Cearense (67 x 82) Minas – Mogi das Cruzes (SP)
21/11 –Minas (108 x 99) Unifacisa – Mogi das Cruzes (SP)
2/12 – Minas (105 x 100) Brasília – Brasília (DF)
4/12 – Caxias do Sul (63 x 94) Minas – Brasília (DF)
6/12 – Minas (97 x 77) Cerrado Basquete – Brasília (DF)
14/12 – Minas (20 x 0 – WO) Corinthians – Mogi das Cruzes (SP)
16/12 – Mogi (74 x 80) Minas – Mogi das Cruzes (SP)
19/12 – Minas (96 x 92) São Paulo – São Paulo (SP)
21/12 – Pinheiros (76 x 84) Minas – São Paulo (SP)
23/12 – 17h30 – Minas x Franca – São Paulo (SP) – DAZN
5/1 – 17h – Bauru x Minas – São Paulo (SP) – DAZN
7/1 – 20h – Minas x Paulistano – São Paulo (SP) – DAZN

O Campeonato Brasileiro Interclubes de Basquete – NBB 2020/2021 faz parte do rol de Campeonatos Brasileiros Interclubes em que parte dos atletas dos Clubes integrados ao Comitê Brasileiro de Clubes – CBC tem as despesas de hospedagem e transporte aéreo custeadas com recursos públicos geridos por esta fonte.

 

Patrocinador: CVC
Fornecedor de Material Esportivo: 
Icone
Apoio: Forte Banco


Siga as redes sociais oficiais do Basquete do Minas:

Facebook: /mtcbasquete
Instagram: @mtcbasquete

Fotos: Ricardo Bufolin/ECP


Esse site armazena dados (como cookies), o que permite que determinadas funcionalidades (como análises e personalização) funcionem apropriadamente. Clique aqui e saiba mais!