Notícias

Esporte Basquete

Pau a pau

Minas faz jogo equilibrado, domina os instantes finais e emplaca a nona vitória no NBB

Mogi das Cruzes (SP) - Equilíbrio. Esta é palavra capaz de definir o que foi o duelo entre o Minas Storm e o Mogi Basquete. Na noite dessa quarta-feira, no ginásio Professor Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes (SP), o Minas Storm provou mais uma vez que está na briga pelas primeiras posições do Novo Basquete Brasil (NBB) 2020/21. Após três parciais muito disputadas, o time mineiro fez um quarto período perfeito. Marcou o adversário, dominou o setor de ataque e conseguiu abrir vantagem para conquistar a nona vitória seguida em 10 jogos. O placar final foi de 80 a 74, com parciais de 22/22, 15/15, 19/18 e 24/19. Com o resultado, o Minas Storm chega a 19 pontos e 90% de aproveitamento, empatado com o São Paulo, líder, e o Flamengo, vice-líder da competição. Os dois primeiros levam vantagem nos critérios de desempate.

Cestinha da parida, Nesbitt deu trabalho para a defesa do Mogi (Foto: Antonio Penedo/Mogi Basquete)Cestinha da parida, Nesbitt deu trabalho para a defesa do Mogi (Foto: Antonio Penedo/Mogi Basquete)
O ala/pivô Nesbitt foi o cestinha da partida, com 19 pontos, além de conseguir sete rebotes e dar duas assistências. Quem também se destacou foi o armador uruguaio Luciano Parodi, que conseguiu somar 14 pontos, mais quatro rebotes e seis assistências no jogo.

 

FOTOS EM ALTA RESOLUÇÃO, CLIQUE AQUI


A equipe minastenista, agora, se despede de Mogi das Cruzes e, na manhã desta quinta-feira (17/12), vai para a capital paulista, onde fará uma série de três jogos. O primeiro confronto é justamente contra o líder do NBB, o São Paulo, no dia 19/12. Depois, nos dias 21 e 23 de dezembro, o time mineiro encara, respectivamente, o Pinheiros e o Sesi Franca. As partidas serão disputadas no Ginásio Poliesportivo Henrique Villaboim, no Esporte Clube Pinheiros. Como medida de prevenção à Covid-19, a edição 2020/21 do NBB está disputado em sedes regionais, com os times jogando em um mesmo ginásio, evitando, assim, várias viagens em um curto intervalo de tempos.

Após a partida, o armador Luciano Parodi destacou o equilíbrio do jogo e disse que a evolução do setor defensivo no último quarto garantiu a vitória minastenista. “Foi um jogo muito difícil, com três quartos bem disputados. No último, a gente conseguiu trancar a nossa defesa e, por isso, a gente conseguiu vencer a partida. A nossa defesa está evoluindo muito e, com certeza, temos que manter esse ritmo para seguirmos fazendo bons jogos. Foi uma ótima vitória. Fizemos um bom jogo e, felizmente, no fim, conseguimos levar mais um resultado positivo”, destacou o uruguaio.

Quando a bola subiu...
O duelo dessa quarta-feira começou bem disputado, com as duas equipes buscando o ataque o tempo todo e se revezando na liderança. O Minas começou melhor e levou pequena vantagem nos primeiros cinco minutos de partida (10/7). Gui Santos arremessou duas vezes de três e converteu os dois chutes. Nesbitt também se destacou e somou sete pontos para os minastenistas no primeiro quarto. Com muito equilíbrio em quadra, a primeira parcial não poderia ser diferente: 22/22.

No segundo período, mais equilíbrio. Os dois times estiveram bem fechados em suas defesas, e os ataques encontraram dificuldades para pontuar. Shaquille Johnson dominou o ataque mineiro, com seis dos 15 pontos da parcial, que terminou, mais uma vez, empatada: 15/15 (37 a 37).

Na volta do intervalo, o Minas chegou a abrir cinco pontos de vantagem (45 a 40). Porém, o time da casa acertou a marcação e voltou a equilibrar do jogo (52/52). A equipe da grande São Paulo abusou das faltas, principalmente, no garrafão defensivo. Com isso, o Minas conseguiu converter bons pontos de lances-livres. Não muito diferente dos primeiros quartos, a disputa se manteve acirrada, e a parcial terminou com a vantagem mínima para o time minastenista: 19/18 (56/55).

A partida foi definida no último quarto. O Minas impôs um ritmo muito forte no ataque e conseguiu se trancar na defesa. Nos instantes finais, o jogo estava praticamente empatado, quando entrou uma bola de três pontos do armador Parodi. Alí, o jogo praticamente se definiu, no entanto, o Mogi foi ao ataque e tentou reagir, mas o setor defensivo mineiro conseguiu marcar o time adversário e garantiu a nona vitória do Minas em dez jogos. Placar final 80 a 74 para o Minas, com parcial de 24/16.

Minas em números
- 8 arremessos de três pontos convertidos
- 20 arremessos de dois pontos convertidos
- 44 rebotes
- 17 assistências
- 6 bolas recuperadas
- 92 de eficiência

Imprensa
O jornalista José Luiz Júnior, da Assessoria de Comunicação do Minas, segue com a deleção minastenista em São Paulo. Pedidos de fotos, áudios e entrevistas podem ser solicitados pelo e-mail: jose.luiz@minastc.com.br ou pelo celular: 31-99106-1834 (Whatsapp).

Ficha técnica
Mogi:
Lessa, Fúlvio, Fabrício, Weskey e Kurtz. Entraram: Douglas, Mogi, Gruber, Cassiano, Douglas Santos e Felipe. Técnico: Jorge Guerra.

Minas: Parodi, Saquille Johnson, David Jackson, Nesbitt e JP Batista. Entraram: Gui Santos, Ronald, Davi Rossetto e Queirós. Técnico: Léo Costa.

Árbitros: Cristiano Maranho, Maria Cláudia Comodaro e Fernando Cavalcante Leite.

Novo Basquete Brasil (NBB) 2020/21 – Primeiro turno
10/11 – Flamengo (102 x 68) Minas – Rio de Janeiro (RJ)
12/11 – Minas (76 x 54) Pato Basquete – Rio de Janeiro (RJ)
14/11 – Campo Mourão (54 x 90) Minas – Rio de Janeiro (RJ)
19/11 – Fortaleza Basquete Cearense (67 x 82) Minas – Mogi das Cruzes (SP)
21/11 –Minas (108 x 99) Unifacisa – Mogi das Cruzes (SP)
2/12 – Minas (105 x 100) Brasília – Brasília (DF)
4/12 – Caxias do Sul (63 x 94) Minas – Brasília (DF)
6/12 – Minas (97 x 77) Cerrado Basquete – Brasília (DF)
14/12 – Minas (20 x 0 – WO) Corinthians – Mogi das Cruzes (SP)
16/12 – Mogi (74 x 80) Minas – Mogi das Cruzes (SP)
19/12 – 16h – Minas x São Paulo – São Paulo (SP) – TV Cultura e Facebook LNB
21/12 – 14h30 – Pinheiros x Minas – São Paulo (SP)- Youtube do MTC
23/12 – 17h30 – Minas x Franca – São Paulo (SP) – DAZN
5/1 – 17h – Bauru x Minas – São Paulo (SP) – DAZN
7/1 – 20h – Minas x Paulistano – São Paulo (SP) – DAZN

O Campeonato Brasileiro Interclubes de Basquete – NBB 2020/2021 faz parte do rol de Campeonatos Brasileiros Interclubes em que parte dos atletas dos Clubes integrados ao Comitê Brasileiro de Clubes – CBC tem as despesas de hospedagem e transporte aéreo custeadas com recursos públicos geridos por esta fonte.

 

Patrocinador: CVC
Fornecedor de Material Esportivo: 
Icone
Apoio: Forte Banco

 

Siga as redes sociais oficiais do Basquete do Minas:
Facebook: /mtcbasquete
Instagram: @mtcbasquete

Fotos: Antonio Penedo/Mogi Basquete


Esse site armazena dados (como cookies), o que permite que determinadas funcionalidades (como análises e personalização) funcionem apropriadamente. Clique aqui e saiba mais!