Notícias

Esporte Basquete

Tabu? Que nada!

Arrasador no quarto período, Minas Storm vira para cima do Franca e conquista a 12ª vitória

São Paulo (SP) – Tabus existem para serem quebrados! E foi justamente isso que o Minas Storm fez na tarde/noite dessa quarta-feira, no Ginásio Henrique Villaboim, na capital paulista. Após cinco temporadas do Novo Basquete Brasil (NBB), o time mineiro votou a vencer o Sesi Franca. Mas não foi uma vitória qualquer, nem um jogo fraco. Diante de um aguerrido adversário, que venceu os três primeiros períodos e abriu 18 pontos de vantagem, a tempestade mineira, mais uma vez, mostrou a sua fúria. Com o último quarto arrasador, os comandados do técnico Léo Costa tiraram a diferença no placar e venceram a 12ª partida seguida no NBB 2020/21. O placar final foi de 89 a 82, com parciais de 22/28, 15/18, 24/28 e a avassaladora 28/8. Jonhson Sr e JP Batista fizeram, juntos mais da metade dos pontos do time, com 26 tentos para cada um. Além de serem os cestinhas do jogo, o norte-americano conseguiu nove rebotes e e quatro assistências, enquanto o gigante JP teve cinco rebotes e uma assistência.

Johnson Sr foi um dos destaques do jogo, com 26 pontos (Foto: Ricardo Bufolin/ECP)Johnson Sr foi um dos destaques do jogo, com 26 pontos (Foto: Ricardo Bufolin/ECP)
Com mais esta vitória, a 12ª seguida em 13 jogos, o Minas Storm se mantém na vice-liderança do NBB, com 25 pontos e 92.3% de aproveitamento, empatado com o Flamengo, que tem os mesmos números, mas leva vantagem no critério de confrontos diretos. O terceiro colocado do NBB é o São Paulo.

Após uma sequência de cinco vitórias pelo estado de São Paulo, em Mogi das Cruzes (SP) e na capital, a equipe mineira terá alguns dias de folga e retorna aos treinamentos em Belo Horizonte na próxima segunda-feira (28/12). O próximo compromisso oficial do Minas será apenas em 2021. No dia 5 de janeiro, o time volta a São Paulo (SP), onde fará os dois jogos de encerramento do primeiro turno da fase de classificação do NBB. O primeiro duelo do ano será contra o Bauru Basquete, no Ginásio Antônio Prado Junior, no Club Paulistano. No dia 7, o Minas encerra o turno contra o Paulistano.

O técnico Léo Costa avaliou a partida e destacou a persistência da equipe em conseguir se recuperar ao longo do jogo e sair com mais uma vitória. “Foi um jogo emocionante, contra uma equipe muito forte, que já vem entrosada de um Campeonato Paulista e que se manteve com uma base forte. Na minha opinião, a gente não fez uma partida brilhante, mas, mais uma vez, mostrou brio, a garra e a cara que tem, de não desistir nunca e, mesmo na adversidade, encontrar um caminho de vencer. Eu acho que isso é uma característica de equipes que querem chegar longe, mesmo em um dia não tão inspirado conseguir vencer. Então, estou muito orgulho com todos da equipe, comissão técnica, pela dedicação, comprometimento e por essa característica. É muito bom para um treinador ver um time que não desiste em quadra, que se mata e que está sempre acreditando que pode sair de uma adversidade para conseguir uma importante vitória. Então, é isso. Vamos continuar o trabalho, sabendo que a gente tem muita coisa para evoluir, mas também vamos comemorar uma sequência de 12 vitórias e isso é algo que mostra que a gente está no caminho certo”, destacou o treinador minastenista.

Um dos destaques do jogo, o pivô JP Batista ressaltou a importância do resultado e do trabalho em equipe. “Temos que ter orgulho. Em momentos difíceis como esses, temos que ter a cabeça erguida. O que a gente fez hoje, a superação que a gente teve foi sensacional. Estamos fazendo um trabalho excepcional. O que eu tento passar para essa molecada é que o nosso trabalho vai nos levar para o caminho certo e, hoje, é um exemplo disso. O trabalho que estamos fazendo, desde a pré-temporada, todo depósito que a gente tem feito nos treinamentos é coletado em um jogo como esse”, ressalta JP.

O jogo
O último duelo do ano foi de arrepiar. Desde os minutos iniciais, Minas e Franca travaram uma briga direta pela liderança do placar. Nos cinco minutos iniciais, um jogo muito truncado, com as duas defesas fechadas, dificultando as ações dos setores ofensivos (12/12). Na reta final do primeiro período, o jogo fluiu melhor. Com um forte poder de ataque, o Sesi Franca levou a melhor e venceu a primeira parcial (28/22). A equipe do interior de São Paulo conseguiu manter o ritmo de ataque e segurou o setor ofensivo do Minas, que encontrou dificuldades para criar jogadas. Com mais consistência e um pouco melhor no jogo, o Sesi Franca conseguiu levar a vantagem para o vestiário: (46 a 37) 18/15.

No terceiro período, o Minas buscou mais equilíbrio no jogo e conseguiu, em alguns momentos, cercar o ataque do Franca. Porém, o time mineiro acabou cometendo alguns erros no ataque e, no contra-ataque, a equipe francana conseguiu fazer o seu jogo e se manteve à frente: 28/24 (74 a 61).

A tempestade minastenista entrou em ação no quarto período. A defesa virou um paredão e impediu o ataque do Franca de aumentar a vantagem. O placar anotava 78 a 69 para o time paulista, quando o Minas foi ao ataque e passou por cima do Franca. Após uma sequência erros do setor ofensivo paulista, os minastenistas encostaram (78 a 75). Aí, bateu o desespero. O Minas passou a dominar o jogo e, com muita consistência, virou o marcador, após dois chutes de três convertidos por Johnson Sr (81 a 80). O norte-americano estava impossível e meteu mais uma de três logo após outro erro de ataque francano. Na reta final, os minastenistas conseguiram o equilíbrio que precisavam e, na raça, passaram a cadenciar o jogo. Sem forças, o Franca não se reergueu e viu o time mineiro comemorar mais uma vitória: 28/8 (89/82).

Destaques do Minas
- Johnson Sr – 26 pontos, nove rebotes e quatro assistências.
- JP Batista - 26 pontos, cinco rebotes e uma assistência.
- David Jackson – 13 pontos e três assistências.

Minas em Números
- 13 arremessos de três pontos convertidos.
- 13 arremessos de dois pontos convertidos.
- 33 rebotes.
- 22 assistências.
- sete bolas recuperadas.
- 107 de eficiência.

Ficha Técnica:
Minas:
Davi, Johnson Sr, David Nesbitt, David Jackson e JP Batista. Entraram: Queirós, Ronald, Rafa Moreira e Gui Santos. Técnico: Léo Costa. 

Sesi Franca: Elinho, Danilo Fuzaro, Lucas Dias, André Goes e Hubner. Entraram: Adyel, Jamaal e Green. Técnico: Helinho Rubens.

Árbitros: Marcos Fornies Benito, Andreia Regina Da Silva e Nicolas Zivieri.

Novo Basquete Brasil (NBB) 2020/21 – Primeiro turno
10/11 – Flamengo (102 x 68) Minas – Rio de Janeiro (RJ)
12/11 – Minas (76 x 54) Pato Basquete – Rio de Janeiro (RJ)
14/11 – Campo Mourão (54 x 90) Minas – Rio de Janeiro (RJ)
19/11 – Fortaleza Basquete Cearense (67 x 82) Minas – Mogi das Cruzes (SP)
21/11 –Minas (108 x 99) Unifacisa – Mogi das Cruzes (SP)
2/12 – Minas (105 x 100) Brasília – Brasília (DF)
4/12 – Caxias do Sul (63 x 94) Minas – Brasília (DF)
6/12 – Minas (97 x 77) Cerrado Basquete – Brasília (DF)
14/12 – Minas (20 x 0 – WO) Corinthians – Mogi das Cruzes (SP)
16/12 – Mogi (74 x 80) Minas – Mogi das Cruzes (SP)
19/12 – Minas (96 x 92) São Paulo – São Paulo (SP)
21/12 – Pinheiros (76 x 84) Minas – São Paulo (SP)
23/12 – Minas (89 x 82) Franca – São Paulo (SP) – DAZN

5/1 – 17h – Bauru x Minas – São Paulo (SP) – DAZN
7/1 – 20h – Minas x Paulistano – São Paulo (SP) – DAZN

O Campeonato Brasileiro Interclubes de Basquete – NBB 2020/2021 faz parte do rol de Campeonatos Brasileiros Interclubes em que parte dos atletas dos Clubes integrados ao Comitê Brasileiro de Clubes – CBC tem as despesas de hospedagem e transporte aéreo custeadas com recursos públicos geridos por esta fonte.


Patrocinador: CVC
Fornecedor de Material Esportivo: 
Icone
Apoio: Forte Banco

Siga as redes sociais oficiais do Basquete do Minas:
Facebook: /mtcbasquete
Instagram: @mtcbasquete

Fotos: Ricardo Bufolin/ECP


Esse site armazena dados (como cookies), o que permite que determinadas funcionalidades (como análises e personalização) funcionem apropriadamente. Clique aqui e saiba mais!